Alguém mate o papai noel

papai-noelQuem sabe não seria melhor para todo o mundo se removessem o papai Noel das festas natalinas.

O bom e controlador velhinho, pode ser considerado o maior bicão da história, aos poucos,  foi roubando as atenções e,  nos tempos atuais, o dono da festa, Jesus de Nazaré, saiu do cenário e perdeu de vez o local de honra, que antes ocupava, nas salas da maioria das casas por todo este mundo cristão.
O presépio, antes o centro das atenções na festividade, quando aparece na decoração, fica pequeninamente por cima de alguma mesinha, enquanto o papai Noel espalha-se por toda a sala, isso quando não se apropria das atenções de todos esbaldando-se com maioneses, peru, chéster e vinhos.
Noel, a criatura, é  fruto do imaginário europeu e chega a sua forma definitiva, na década de 1930, pelas mãos hábeis do marketing da Coca Cola Corporation.
A partir dai  torna-se, com o tempo e com toda eficiência, síntese das pulsões míticas da humanidade carreando para si valores  inerentes às várias religiões. Além disso, incorpora com habilidade as idéias da meritocracia do bom capitalismo liberal, se é que possa existir algo bom no liberalismo. Sua retirada da festa de natal é claro, não o afastará das efemérides.  Por certo voltaria no dia das crianças.
Alguém mate o papai Noel e, por favor, tire o defunto da sala.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s